domingo, 29 de abril de 2012

CONTRA OS ABUSOS SOMENTE O VOTO CONSCIENTE

Para fazer frente aos desmandos na política, devemos aplicar o único remédio que funciona, o voto.

Comprovadamente Campinas tem o maior custo médio, entre as cidades com mais de 1 milhão de habitantes, onde cada vereador custa o equivalente a R$ 78,50 por morador por ano. Tudo custeado pelos impostos municipais arrecadados pela prefeitura, cujo repasse é de 4,5%, representando para este ano o valor R$ 91 milhões. Para manter esta estrutura são gastos a bagatela de R$ 229 mil com cada um dos 33 vereadores.

As desculpas para manter tamanha arbitrariedade são as mais variadas possíveis, que vão do "desgastante" trabalho pelas CPIs até a necessidade de manter "assessores" - entendam como "cabos eleitorais" - para atender a grande demanda de seus eleitores. Existem gastos que ninguém sabe, ninguém viu e nem sabe para quem, mas, ex-vereadores e ex-servidores abocanham uma quantia muito maior do que podemos imaginar, somos obrigados a pagar, pasmem, aposentadorias milionárias para quem "trabalhou", como vereador, apenas um único dia.

Não precisam realizar levantamento algum para detectar tais abusos, mas, quando garantem que irão realizar estudos para diminuir tais gastos a preocupação aumenta, pois, invariavelmente acaba sobrando para os Patrulheiros ou para qualquer licitação com pouca ou nenhuma transparência.

Nunca são anunciados cortes de despesas onde se deveria, por exemplo, a diminuição do númerto de assessores e das mordomias dos comandantes e seus comandados ou, quem sabe, uma reestruturação nas leis que regem os direitos e os deveres destes parlamentares, colocando regras e limites nos seus salários, verbas de gabinete e aposentadorias. Não tem nada a haver com péssima administração, são gastos para poderem se manterem nos cargos que ocupam, em detrimento, das reais necessidades da população.

Pelo andar da carruagem dá para perceber que nossos vereadores não estão cumprindo com a obrigação de zelar pelo patrimônio público ou prestar serviços de qualidade à comunidade que os elegeram. Enfim, os resultados não são proporcionais aos altos custos que propiciam, senão vejamos: nenhum projeto de relevância em discussão, votam de acordo com suas necessidades, aumento abusivos de salários, denúncias só são investigadas quando o MP ou a mídia lhes tomam a frente.

Na próxima eleição deveríamos analisar cuidadosamente o curriculun de cada candidato, assim como de cabos eleitorais ou assessores, antes, quem sabe, teríamos uma chance maior de não errarmos novamente, elegendo candidatos comprometidos com a vontade popular.

sábado, 28 de abril de 2012

CASO DEMÓSTENES MOSTRA QUE O CAOS E A CORRUPÇÃO IMPERA SOBRE A POLÍTICA BRASILEIRA



A situação criada pelo senador Demóstenes mostra exatamente como os rumos da política traem os votos dados por seus eleitores. O PT, eleito pela propagação do seu alto grau de ética, era o que nos parecia, entrou para o hall dos partidos políticos que só pensam em se perpetuarem no poder, valendo qualquer golpe mais baixo.

Como pode um homem público tratar seus eleitores com se fossem idiotas e, ainda, querendo nos fazer crer que é inocente, apesar das vastas provas apresentadas pela Polícia Federal. Querem alguns parlamentares, nos fazerem engolir esta tal de CPMI criada para levantar as ramificações dos braços desta corja de bandidos, que via de regra, não vai dar em nada, como sempre aconteceu. Oras, está na hora destes políticos incompetentes deixarem de iludir o povo incauto com reuniões e oitivas que nunca chegam a nada.

Algo muito parecido aconteceu em Campinas, quando criaram uma CPI da Sanasa, que foi presidida por um elemento da base de governo, auxiliados por diversos outros da mesma base,  que não queriam que nada fosse apurado, assim como não o foi. Precisamos do Ministério Público e de um “premiado arrependido” para chegar aos componentes de uma verdadeira quadrilha, montada sob as barbas do prefeito Dr. Hélio.

Rasguem a Constituição e façam outra, pois, o fundamento de que todos são iguais perante a lei deixou de existir a partir do momento que ninguém, apesar de passar mais de um ano, devolveu qualquer centavo roubado ou que tenha sido, pelo menos, responsabilizado pelos seus atos.

Um dia o ex-presidente Lula disse que havia no Congresso Nacional, 300 picaretas que defendiam seus próprios interesses, concordo com esta afirmação e podemos acrescentar que se levarmos em conta as várias esferas governamentais teremos muito mais que isso, se não for a totalidade, tenham certeza, não escapa mais do que 10% de todos os políticos deste país, podemos inflar os números se acrescentarmos o poder judiciário, que já deu mostras suficiente que também não anda por vias retas.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

A METROPOLIZAÇÃO DA SAÚDE PÚBLICA

Um vídeo postado no YouTube (http://www.youtube.com/watch?v=KAdATKIHtxU&feature=player_embedded) mostra o marido de uma paciente do Pronto Socorro Dr. Waldemar Tebaldi, de Americana, sendo detido por por desacato e agressão. Dois guardas municipais e um policial militar participaram da contenda, cenas dignas de países do terceiro mundo.

Se a saúde pública fosse tratada da forma como deveria ser, não teríamos espetáculos deprimentes como este. Mais uma vez a visão administrativa da maioria dos nossos politicos deixam a desejar. A metropolização da saúde pública já deveria ter sido discutida na época da implantação da Região Metropolitana de Campinas.

Campinas é uma referência nacional em diversas áreas da saúde e paga uma conta muito alta por esta performance. Os repasses dos governos estadual e federal deveriam ser maiores em função da não aplicabilidade das cidades vizinhas em atendimento ao usuário local, pois, via de regra é muito mais barato adquirirem ambulâncias e ônibus para locomoção de seus usuários, como é o caso de Americana e outros municípios até do Sul de Minas Gerais, do que aplicar em construção de centros de saúdes, pronto socorros e hospitais, além, de pessoal especializado e de qualidade.

Não dá para esperar nada de nossos administradores para melhorar o já caótico sistema de saúde, pois se não unirem esforços, cenas patéticas, como da cidade de Americana, serão comuns nos demais municípios.

Saúde se enfrenta com logística de primeira qualidade, materiais em ótimo estado de conservação, com estoques de remédios na medida certa e, principalmente, com mão-de-obra especializada e bem remunerada. O resto é pura balela e conversa para boi dormir.



ALCOOL E VOLANTE - UM ASSUNTO QUE MERECE SER TRATADO COM MAIS RESPONSABILIDADE

Um padre de São José do Rio Preto (SP) foi condenado a oito meses de prisão, por dirigir com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa, um juiz transformou a pena de oito meses de prisão em pagamento de multa de R$ 6 mil para uma entidade assistencial na cidade.

Vejam que o problema de dirigir embriagado passou dos limites aceitáveis, enquanto isto a justiça transforma o criminoso em trabalhador pelas causas sociais. Desta forma não teremos ninguém cumprindo a lei.

Não podemos analisar os efeitos desta medida, de punir com rigor os motoristas que dirigirem seus automóveis alcoolizados, apenas pela ótica de se evitar acidentes com vitimas. Os custos do Estado para atender esta demanda de acidentados, alguns sem chances de recuperação, será bem reduzido, podendo o poder público canalizar esta receita para a area de prevenção de doenças profissionais, as chamadas LERs, ou ainda, atacar com força o tabagismo que também leva o governo a ter um gasto volumoso no atendimento hospitalar.

Em tempo: nos últimos 30 anos foi a melhor lei aplicada neste Brasil, mas, se continuar sendo aplicada desta forma não surtirá o efeito desejado.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

A REVITALIZAÇÃO DO CENTRO DE CAMPINAS PRECISA DE CELERIDADE E COMPETÊNCIA

Policiais descobriram mercadorias originadas de contrabando, principalmente, cigarros e relógios, em uma lanchonete em péssimas condições sanitárias. Conforme avaliação, este local funcionaria como uma espécie de depósito para bancas do camelódromo próximo ao estabelecimento.

Este não é o primeiro e único caso, outros locais já foram descobertos e, possivelmente, outros aparecerão.

Para acabara com esta situação e alavancar a revitalização do centro de Campinas como se deve, a Prefeitura precisa colocar em prática antigas reivindicações da população,pois, além de regular o uso do solo, não podem esquecer de definir os tipos de mercadorias que poderão ser comercializadas nos pontos autorizados.

Impor limites nos usos das calçadas, deixando espaço para locomoção dos pedestres, para que não tenham de utilizar os espaços reservados aos veículos, como acontece hoje, nas esquina da Rua Alvares Machado com Rua Ferreira Penteado.

Proibir o comércio de mercadorias que sejam produtos de roubos, pirateadas, contrabandeadas, descaminhos, bebidas alcóolicas e cigarros, sob pena de cassação do alvará de funcionamento.

A proibição das bebidas poderão lograrem êxito em acabar com a permanência de desocupados nas imediações do terminal central. É o mínimo que o povo espera.

terça-feira, 24 de abril de 2012

O CASO CACHOEIRA E AS "MARACUTAIS" DOS LEGISLADORES

O caso Cachoeira joga mais um pouco de lama neste chiqueiro que se transforrmou os três poderes, com maior enfase no poder legislativo, desde a câmara de vereadores, passando pelas assembléias estaduais, terminando na camara dos deputados que se aliam a seus comparsas no senado.

As esferas do legislativo não passam de bancas de negócios, por onde passam toda e qualquer negociata envolvendo cifras milionárias com o intuito de preservar o poder. São apadrinhados que, sem nenhuma competência, dirigem estatais como se fossem meras microempresas ou quintais da própria casa, desviando recursos ou superfaturando obras. Tudo isso acontecendo sob as barbas do executivo, que se cala pela necessidade de aprovar projetos duvidosos, portanto, quem deveria fiscalizar as mazelas do executivo, acabam se tornando sócios nos negócios escusos.

Na verdade, todos os problemas que enfrentamos na política não são causados por um ou outro partido, mas, dos homens que compõem estas estruturas. Necessitamos com urgência de uma reforma eleitoral, pois, todas as decisões passam pelo crivo destes que fazem a política brasileira.

Como podem decidir os caminhos de uma nação se não conseguem manter, nem ao menos, a fidelidade aos partidos que os elegem. O fisiologismo, o clientelismo, as falcatruas e a corrupção são a tônica destas entidades. Até decisões de apoio a um ou outro político ou utro partido, em detrimento ao seu, com argumentos de que as necessidades do povo são mais importantes.

Mentira! Eles estão preocupados, sim, em manter o poder, não se importando, que para isso, vendam até a alma. E os partidos, através de seus “donos”, não se atrevem a barrar estes politiqueiros de plantão.

É fundamental a manutenção da hierarquia e das decisões coletivas em prol da maioria ou, então, rasguem de vez os estatutos partidários. Triste e lamentável este cenário.

sábado, 21 de abril de 2012

VIOLÊNCIA NOS ESTÁDIOS E OUTROS RECINTOS


Cinco torcedores do São Paulo foram presos após agredirem guardas municipais no Centro de Campinas e levou à apreensão de armas e drogas na sede da torcida Independente.

Mais uma vez somos obrigados a conviver com esta violência gratuita. O pior de tudo é que ninguém toma providência alguma, os dirigentes chegam a distribuir ingressos a estes verdadeiros animais de duas patas, fomentando ainda mais esta guerra. Os promotores de justiça, que deveriam tomar as rédeas, não fazem nada em prol da grande massa que busca o lazer nestes grandes eventos.

Esta na hora de colocar um ponto final nesta palhaçada que se transformaram as torcidas organizadas, mas, não adianta simplesmente proibi-las de adentrarem no recinto, precisam colocar em prática a única punição que ainda faz efeito, responsabilizar diretamente os clubes que identifiquem estes marginais e os expulsem do convívio social, interditando o local pelo tempo necessário de acordo com delito cometido.

Passar a responsabilidade da manutenção da ordem aos gestores de cada evento, tirando das costas da Policia Militar, algo que deveria ser feito pela iniciativa privada. Até quando seremos obrigados a pagar por aquilo que não utilizamos.

Deveriam os clubes, seus patrocinadores, as estações de rádio e tv e até mesmo os torcedores, que ganham com esta atividade, a arcarem com suas despesas com a segurança das dependências internas, ficando policia militar responsável, apenas, pela manutenção da ordem externa. Quem sabe com esta atitude não haveria uma redução nos casos de confronto, sabendo-se de antemão que quem arcará com os encargos da "disputa" serão os próprios beneficiados pelo lucro.

Hoje, somente a população que não frequenta estes locais são penalizadas, pois, todo o aparato policial fica concentrado no evento, enquanto suas casas e seus bens são tomados de assalto, isto quando a vida não corre perigo. Afinal quem come a carne, deveria roer o osso.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

QUEM SERÁ O MOCINHO E O BANDIDO NA PRÓXIMA ELEIÇÃO?

Esta pergunta, se persistir os movimentos pesados da justiça brasileira, só será respondida daqui a quatro anos. A velocidade, de bicho-preguiça, em julgar certos casos no poder judiciário brasileiro, demonstra a possibilidade de se absolver ou condenar pessoas ao sabor das necessidades, exatamente como neste caso, pois, estamos em vias de eleger o novo prefeito para uma outra gestão, assim, o antigo prefeito teria governado uma cidade do tamanho e a importância de Campinas, sem a devida aprovação de suas contas de campanha, teríamos tido um prefeito fora da lei, aliás, fato que não aconteceu pelas atitudes desvairadas de sua mulher e sua quadrilha, que tomaram de assalto os cofres públicos.

Será que se o Hélio não tivesse esta quadrilha desbaratada pelo Ministério Público, teria tido suas contas desaprovadas? Sei não, mas, não custa nada tentar imaginar, tenho a impressão de que nada aconteceria.

Não pode, para o bem da administração pública, uma conta de campanha permanecer tanto tempo sem uma decisão oficial, sob pena de termos eleito algo podre e sem legitimidade moral.

Esta situação tem de ser alterada, se existem coisas erradas numa prestação de contas, mesmo sub judice, não deveria o infrator assumir o cargo para que foi eleito, mesmo que tenha tido uma votação altíssima, a lei não pode deixar dúvidas sobre um fato, deve ser utilizada para ser o fiel da balança e distribuir justiça, mas, não tardiamente em detrimento à própria lei. Se as contas não foram aprovadas, simplesmente, não devem ser diplomados, primeira obrigação legal do Código Eleitoral para tomar posse e assumir o cargo.

Enfim o judiciário brasileiro, nesta lambança toda, cria a seu próprio prazer ou não, bandidos e mocinhos, enquanto a população paga para, apenas, ver.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

HADDAD E OS AUMENTOS DE IMPOSTOS FEDERAIS


Tenho a impressão que este camarada, o Sr. Haddad - ex-Ministro da Educação do Lula e da Dilma e atualmente querendo brincar de ser prefeito, claro, se a Dila chegou a "Presidenta" porque ele não pode tentar algo também - deve estar brincando com a opinião pública.

Vergonha mesmo foi a correção de 4,5% que foi aplicada sobre a tabela do Imposto de Renda para o ano de 2011, enquanto a correção do salário mínimo foi da ordem 6,86%. Portanto, estes números demonstram que o trabalhador brasileiro sofreu um aumento no imposto de renda sobre os salário da ordem de 65,6% sobre as alíquotas do ano anterior.

O resultado está contatado na declaração de ajustes deste ano, quando a maioria sofreu um valor maior da retenção a cada mês no contracheque e o valor a ser restituído é bem menor em relação aos anos anteriores.

Podem chamar do que quiserem, mas, não passou de um aumento de impostos, na surdina por sinal, que os brasileiros engoliram e, que este mesmo Haddad participou ativamente e por isso foi o abençoado pelo Lula para tentar a cadeira de prefeito de São Paulo. Como podem ver é o roto falando do rasgado.

A CRISE DOS PAÍSES DA ZONA DO EURO

A turbulência da economia mundial esta crescendo a olhos vistos, basta folhear qualquer periódico para sentir a dificuldade dos países da zona do euro. O Brasil já deu mostras que a coisa pode ficar ruim para estes lados também.

A elevação da inadimplência, as altas taxas de juros, a dificuldade de se aprovar crédito imediato e o monitoramento de qualquer operação financeira de valores acima de R$ 1.000,00 já daria para afirmar que vem coisa grossa por aí.

Mais fácil ainda é verificar a redução nas exportações para os países europeus, basta ir até o açougue e ver os preços dos produtos de primeira linha bem abaixo dos verificados até o final do ano passado.

Este relatório de estabilidade financeira, emitido pelo FMI, não pode ser desconsiderado de forma alguma. Chegou a hora do consumidor colocar as barbas de molho e brecar o gasto desnecessário, pois, com certeza, irá fazer muita falta logo mais.

terça-feira, 17 de abril de 2012

DIREÇÃO PERIGOSA

As recentes medidas tomadas ou a serem tomadas no âmbito da penalização de motoristas dirigindo embriagados vem ao encontro dos anseios populares, passou da hora de, realmente, serem pesadamente penalizados.

Mas, não podemos analisar os efeitos destas medidas, apenas, pela ótica de se evitar acidentes com vitimas. Vejam que o custo do Estado para atender esta demanda de acidentados, alguns sem chances de recuperação. Estes custos serão bem reduzidos, podendo o poder público canalizar esta receita para a area de prevenção de doenças profissionais, as chamadas LERs, ou ainda, atacar com força o tabagismo que também leva o governo a ter um gasto volumoso no atendimento hospitalar.

Em tempo: nos últimos 30 anos foi a melhor lei aplicada neste país. Vamos colaborar para que dê certo.

AS FINANCEIRAS E AS ALTAS TAXAS DE JUROS

A inadimplência continua crescendo neste trimestre. São contas e mais contas que não estão sendo honradas devido a grande facilidade em obter crédito junto às financeiras, valores pequenos que ao se juntarem acabam repercutindo grandemente no orçamento doméstico.

Mas, a minha maior preocupação está na liberação de créditos a aposentados e pensionista, créditos que são verdadeiros tiros que saem pela culatra. Na maioria dos casos, os empréstimos foram e, continuam sendo, para pagar despesas correntes já realizadas, isso significa que o aposentado estava gastando mais do que ganhava para sobreviver, porque bem poucos utilizaram estes valores com intuito de adquirir bens duráveis.

Na verdade, estes empréstimos foram benéficos apenas no início, pois, quando começaram a ser descontados no contra-cheque pelo INSS para quitar a dívida realizada, forçosamente sobraram valores reduzidos para a sua manutenção com gastos em produtos de primeira necessidade como alimentação e remédios.

Desta forma muitos se socorreram a outros tipos de empréstimos onerando ainda mais seu parco orçamento. Se fizerem um levantamento nas lojas de grande apelo popular saberão quem sãos os inadimplentes.

A Comissão de Valores Mobiliários já está trabalhando com dados para rastrear todos as operações financeiras com valores acima de R$ 1.000,00 procurando dificultá-las com o aumento das taxas de juros do mercado financeiro, visto que, é a partir destas operações que a inadimplência está crescendo a níveis alarmantes.

A GREVE DOS INSTRUTORES DAS AUTO-ESCOLAS

Esta greve que os instrutores das auto-escolas de Campinas levaram a cabo a pouco tempo, demonstra que há algo errado em suas planilhas de custos.

A algum tempo atrás escrevi sobre o tabelamento dos preços cobrados pelas auto-escolas de Campinas, quando defendi a livre concorrência nos preços para se tirar uma habilitação.

Como podemos imaginar uma auto-escola, que possui carros em ótimas condições, instrutores competentes, instalações bem conservadas para o conforto do cliente, atendentes uniformizadas, pagam altos valores de aluguel ou de IPTU por estarem localizadas em locais de fácil acesso e em áreas centrais manter custos iguais àquelas que nem ao menos possuem uma sede para atendimento e, além disso, só se acha o responsável em um aparelho celular?

Este critério do tabelamento não serve para normatizar um determinado segmento do mercado, senão teríamos de igualar o sorvete da Kibon com aqueles fabricados em empresas familiares ou igualar os preços praticados pela Sony com os da Positivo.

Não se pode relegar a um segundo plano a capacitação dos profissionais envolvidos, as condições de trabalho oferecidas, as instalações e maquinários de primeira linha e know-how de primeiro mundo.

MST E O ABRIL VERMELHO


Interessante a atitude do MST em proclamar o Abril Vermelho para questionar a presidente Dilma, mas, porque invadir terras dentro do Estado de São Paulo e me convencesse que não há razões políticas, vejam que as eleições municipais já se avizinham.

Porque estes movimentos não invadem terras em Tocantins, Roraima ou até mesmo no sertão nordestino. Será que é porque nestas regiões o valor das terras não valem a pena, seria muito interessante vermos uma invasão onde a densidade demográfica é de 6 hab/km2 contra os 166 hab/km2 de nosso Estado. Podem acreditar, ninguém iria reclamar, afinal, estão precisando aumentar o número de moradores nestas regiões.

O mesmo direito à moradia se estende ao direito da propriedade coisa meramente republicana. Ou nosso país não é uma republica federativa?

Tenho a nítida impressão que o movimento visa lucro e, principalmente, altos ganhos políticos, portanto, não fazem estas invasões e, nem o farão, pois, não terão nem o tempo que querem para se exporem na mídia. Enfim, seria um tiro n'àgua, espero que o a cor vermelha do Abril Vermelho sejam das bandeiras e não do sangue de inocentes que estes pseudos dirigentes utilizar como massa de manobra.

RADICALISMO BURRO


Quem tem o dom da palavra, deveria ter responsabilidade, bom senso e ser centrado em suas atitudes, buscando minimizar os problemas sócio/econômicos, mas, bem ao contrário apóia descaradamente o radicalismo.

Pelo andar da carruagem não foram informadas que o Muro de Berlim caiu, aliás, foi derrubado pelo sentimento de irmandade que une os povos ocidentais e orientais. Que a China só é esta potência que hoje sobressai ao mundo graças ao capitalismo unido à mão-de-obra.

O mundo globalizado não aceita radicalismo de nenhum dos lados, a velocidade da informação busca o entendimento na mesma proporção.

Como pessoas públicas podem  achar correto a posição guerrilheira das FARC, a desobediência civil do MST ou, ainda, as atrocidades cometidas em Cuba perla ditadura imposta a muitos anos contra seu próprio povo. Em todos os casos temos a radicalização da violência para resolver problemas sociais, que deveriam ser resolvidos numa mesa de reunião.

Muitos de nossos parlamentares agem desta maneira quando deveriam resolver os nossos problemas com atitudes positivas aplaudem este tipo de procedimento. Se eles agem desta maneira o que podemos esperar das pessoas comuns?

A DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO

As tais leis que regem as relações trabalhistas e seus encargos sociais demonstra claramente o que sentem os pequenos empresários neste país, somos os responsáveis por quase 80% dos empregos formais e pagamos os mais altos encargos e impostos sobre folha de pagamento.

Toda empresa de grande porte tem como investir na tecnologia para aumentar sua produtividade e, em consequência, deixa de recolher impostos sobre o pagamento de salários, culminando, assim, com recolhimentos, muito menores aos enfrentados pelos microempresários.

Sem dúvida alguma teríamos um aumento na oferta de emprego e salário melhores, se o governo federal taxar estes encargos se utilizar como base de cálculo, apenas o faturamento.

Melhor seria, se houvesse vontade política, fazer a reforma tributária sem paixões ou interesses escusos. 

REFORMA DO CÓDIGO PENAL NAS MÃOS DOS POLÍTICOS? NUNCA...

Esta liminar do Tribunal de Justiça que libera Rosely e Lagos de indiciamento demonstra exatamente o que todos nós já sabíamos de antemão : Justiça foi feita para ser utilizada contra pobre. Se estes quadrilheiros não tivessem feito o que fizeram, não teriam dinheiro para pagar advogados dos naipes que os estão defendendo, portanto, não fiquem chateados, mas, sabe quando veremos algum deles na cadeia ou devolvendo o que "supostamente" roubaram : NUNCA.

Está na cara que qualquer lei que venha a ser criada, será analisada e esmiuçada para não encrencar os próprios autores, portanto, a sociedade precisa criar uma situação que deixe do lado de fora destas decisões no caso de haver uma reformulação do Código Penal. Se os políticos e, neste meio, coloco todos sem exceção, estiveram com a decisão, podem ter certeza, nada vai mudar.

Às vezes me chamam de reacionário por dizer que tudo que acontece, neste país, seja bom ou ruim e, na maioria das vezes, ruim, é causada pela caneta dos políticos que elegemos ou não elegemos, mas, deixamos soltos, quando mereciam, cadeia.

LEIS DE TRÂNSITO DEIXAM CIDADÃOS SEM A DEVIDA PROTEÇÃO

Menor atropela e mata idosa em rua de Campinas e, mais uma vez, escrevo que nada vai acontecer ao "menor" e muito menos a sua tia, responsável pela liberação do veículo, afinal, considera-se apenas como mais um acidente de trânsito.

Será que estes deputados que são pagos com o suor e sangue do povo brasileiro não poderiam deixar suas necessidades e desejos de lado e trabalhar com afinco nos direitos dos cidadãos que querem mudanças radicais nas leis penais.

Por favor nobres políticos deixem a comodidade de suas belas instalações e façam algo pela sociedade, estas leis podem mudar, basta vocês cumprirem com suas obrigações.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

REFORMA TRIBUTÁRIA


Quando o governo Lula terminou, acabou deixando um rombo de R$ 40 bilhões em suas contas. Afinal, o que lhe interessa e fazemos questão de não enxergar, é continuar fazendo a política do “dê esmolas a quem precisa” que chamam de projetos sociais, que são muitos, além dos mensalões e mensalinhos.

O resultado é este: aumento de impostos. Gostaria de saber agora a opinião das pessoas, inclusive de economistas, que diziam ser a CPMF onerosa aos mais pobres. Os novos aumentos também o são. Com um pequena diferença: antes todos recolhiam a CPMF — do assalariado ao contrabandista —, agora a conta será paga, outra vez, pelo consumidor. Vamos lutar por uma reforma tributária.

OS PRINCIPAIS INGREDIENTES DE UMA CORRIDA ELEITORAL PARA CARGO MAJORITÁRIO

Quando diz que, para se eleger os cargos majoritários (prefeitos, governadores, senadores e presidentes), não se necessita do coeficiente eleitoral, sim, realmente não precisa.

Porém, existem outras parâmetros para serem analisados, o tempo de TV e a credibilidade no partido deve de ser abalizado e levado em conta para uma possível vitória nas urnas.

Aliás, quando alguém se aventura a sair candidato a cargo majoritário, a escolha do partido está exatamente no tempo de TV que ele possui, para aumentar sua exposição durante os últimos 30 dias das propagandas autorizadas por lei, assim como, também se avalia a qualidade dos principais cabos eleitorais, ou seja, seus candidatos aos cargos proporcionais.

Neste caso o deputado federal e estadual para governadores, senadores e presidente e os candidatos a vereador no caso de eleições para prefeitos. Sendo dessa forma, os cargos majoritários só terão sucesso se o partido lhes der essa estrutura. Sem contar que qualquer que seja o cargo pleiteado o principal agente agregador de todos estes itens é a capacidade da legenda em levantar doações suficientes para manter a coligação ativa durante todo o trajeto do pleito.

Não se imagina nos atuais embates políticos nada diferente destas situações que se não forem bem analisadas terão sérios resultados negativos na empreitada.

FALTA DE PLANEJAMENTO FAZ DE CAMPINAS TERRA SEM LEI


As faculdades se instalam em qualquer lugar sem o mínimo de conforto ao consumidor (estudantes), sem contar que os demais moradores sofrem horas de incomodo, deveriam, assim como, os shopping centers ter um local reservado ao estacionamento de veículos e seguranças próprios, afinal, seus lucros são altíssimos para o município ter de arcar, pois, não se trata de um empreendimento que todos se utilizam, apenas, os que podem pagar para tê-lo, enquanto que os "primeiros os que mais precisam" tem de se contentar em sonhar em algum dia poder terminar o ensino médio com educação profissional e ainda pagar pelo que a utilizam.


Campinas necessita, urgente, de uma legislação especifica para as faculdades e escolas particulares. O valor que se cobra é alto, portanto, seria de bom senso que se aplicassem recursos financeiros para se evitar a falta de estacionamento e segurança.


Uma microempresa, no centro da cidade, quando se prontifica a requerer o alvará de funcionamento tem por obrigação de lei apresentar, pelo menos, uma vaga de estacionamento ao consumidor, quer seja, própria ou contratada.

sábado, 14 de abril de 2012

SERÁ QUE O STF IRÁ SE CURVAR A ESTES SENHORES DO MENSALÃO?



  • Olhando para esta imagem fico feliz em ter feito minha refeição um pouco antes, senão, com certeza, perderia a fome. Bando de safados e que ainda encontram guarida nesta justiça porca a serviço de todo e qualquer bandido. 


    Tudo isto em nome do DIREITO AMPLO DE DEFESA. Assim os brasileiros são obrigados a engolir sapos a cada ato de corrupção cometida por esta nojenta classe política.


    Não basta colocar "grampos", na verdade, eles precisam de "braceletes" feitos de aço puro, para serem transportador em "chiqueirinhos" como qualquer outro cidadão, comum por sinal, que faça o que fizeram.

CIRO GOMES AINDA QUER A PRESIDÊNCIA



Este senhor não merece a atenção do eleitor, provou que está na política para o seu próprio bem, não se importando com as péssimas condições que vive o brasileiro.

Sua credibilidade, outrora em alta, baixou sensivelmente após realizar acordos de todos os tipos para satisfazer os seus senhores.

Uma possível candidatura que jamais teria o meu voto, diferente de outras ocasiões. Mostrou que é apenas mais um destes político de facílimo encabrestamento.

Além disso, alguém precisa avisá-lo que quem esta necessitando de uma desintoxicação política, somos nós, eleitores, vilipendiados em seus direitos.