sexta-feira, 27 de abril de 2012

ALCOOL E VOLANTE - UM ASSUNTO QUE MERECE SER TRATADO COM MAIS RESPONSABILIDADE

Um padre de São José do Rio Preto (SP) foi condenado a oito meses de prisão, por dirigir com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa, um juiz transformou a pena de oito meses de prisão em pagamento de multa de R$ 6 mil para uma entidade assistencial na cidade.

Vejam que o problema de dirigir embriagado passou dos limites aceitáveis, enquanto isto a justiça transforma o criminoso em trabalhador pelas causas sociais. Desta forma não teremos ninguém cumprindo a lei.

Não podemos analisar os efeitos desta medida, de punir com rigor os motoristas que dirigirem seus automóveis alcoolizados, apenas pela ótica de se evitar acidentes com vitimas. Os custos do Estado para atender esta demanda de acidentados, alguns sem chances de recuperação, será bem reduzido, podendo o poder público canalizar esta receita para a area de prevenção de doenças profissionais, as chamadas LERs, ou ainda, atacar com força o tabagismo que também leva o governo a ter um gasto volumoso no atendimento hospitalar.

Em tempo: nos últimos 30 anos foi a melhor lei aplicada neste Brasil, mas, se continuar sendo aplicada desta forma não surtirá o efeito desejado.