quarta-feira, 18 de abril de 2012

HADDAD E OS AUMENTOS DE IMPOSTOS FEDERAIS


Tenho a impressão que este camarada, o Sr. Haddad - ex-Ministro da Educação do Lula e da Dilma e atualmente querendo brincar de ser prefeito, claro, se a Dila chegou a "Presidenta" porque ele não pode tentar algo também - deve estar brincando com a opinião pública.

Vergonha mesmo foi a correção de 4,5% que foi aplicada sobre a tabela do Imposto de Renda para o ano de 2011, enquanto a correção do salário mínimo foi da ordem 6,86%. Portanto, estes números demonstram que o trabalhador brasileiro sofreu um aumento no imposto de renda sobre os salário da ordem de 65,6% sobre as alíquotas do ano anterior.

O resultado está contatado na declaração de ajustes deste ano, quando a maioria sofreu um valor maior da retenção a cada mês no contracheque e o valor a ser restituído é bem menor em relação aos anos anteriores.

Podem chamar do que quiserem, mas, não passou de um aumento de impostos, na surdina por sinal, que os brasileiros engoliram e, que este mesmo Haddad participou ativamente e por isso foi o abençoado pelo Lula para tentar a cadeira de prefeito de São Paulo. Como podem ver é o roto falando do rasgado.