sábado, 21 de abril de 2012

VIOLÊNCIA NOS ESTÁDIOS E OUTROS RECINTOS


Cinco torcedores do São Paulo foram presos após agredirem guardas municipais no Centro de Campinas e levou à apreensão de armas e drogas na sede da torcida Independente.

Mais uma vez somos obrigados a conviver com esta violência gratuita. O pior de tudo é que ninguém toma providência alguma, os dirigentes chegam a distribuir ingressos a estes verdadeiros animais de duas patas, fomentando ainda mais esta guerra. Os promotores de justiça, que deveriam tomar as rédeas, não fazem nada em prol da grande massa que busca o lazer nestes grandes eventos.

Esta na hora de colocar um ponto final nesta palhaçada que se transformaram as torcidas organizadas, mas, não adianta simplesmente proibi-las de adentrarem no recinto, precisam colocar em prática a única punição que ainda faz efeito, responsabilizar diretamente os clubes que identifiquem estes marginais e os expulsem do convívio social, interditando o local pelo tempo necessário de acordo com delito cometido.

Passar a responsabilidade da manutenção da ordem aos gestores de cada evento, tirando das costas da Policia Militar, algo que deveria ser feito pela iniciativa privada. Até quando seremos obrigados a pagar por aquilo que não utilizamos.

Deveriam os clubes, seus patrocinadores, as estações de rádio e tv e até mesmo os torcedores, que ganham com esta atividade, a arcarem com suas despesas com a segurança das dependências internas, ficando policia militar responsável, apenas, pela manutenção da ordem externa. Quem sabe com esta atitude não haveria uma redução nos casos de confronto, sabendo-se de antemão que quem arcará com os encargos da "disputa" serão os próprios beneficiados pelo lucro.

Hoje, somente a população que não frequenta estes locais são penalizadas, pois, todo o aparato policial fica concentrado no evento, enquanto suas casas e seus bens são tomados de assalto, isto quando a vida não corre perigo. Afinal quem come a carne, deveria roer o osso.