domingo, 24 de junho de 2012

Fidelidade Partidária

Às vezes tenho a impressão que vivemos num país onde o "faz de conta" impera. Todos sabemos que os partidos políticos são reféns de seus "filiados com mandato", sejam eles quais forem.

O medo de perder postos importante, faz o partido se curvar aos donos de importantes montantes de votos. Tenho certeza que continuarão a agir desta forma, continuaremos a ter parlamentares em uma coligação e trabalhando para a outra, outros com os seus currais eleitorais sendo abastecidos pelos adversários de outras coligações, enquanto não fizerem uma profunda reestruturação no Código Eleitoral e nas leis que regem as relações partidárias.

Enfim, o partido existe para perpetuarem alguns poucos que os dirigem e, acima de tudo, manda quem tiver a "caneta na mão", o resto é pura balela.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

O Aumento dos Salários dos Vereadores

Conversa para boi dormir. O legislativo campineiro está perdendo uma ótima oportunidade para restabelecer a confiança perdida. Esta história que tal aumento é inconstitucional é u8ma verdadeira piada, primeiro façam e aprovem a lei da equiparação, depois entrem com uma ADIM, somente ela pode estabelecer esta condição.

Na verdade existe pouca vontade dos legisladores em baixar seus salários. Devemos ficar de olho, pois, se a proposta do aumento de 48% não passar, continuará valendo a que já foi aprovada, assim teremos de engolir os atuais 126%.

Portanto, adotarei a seguinte política, se for aprovada o aumento de 48% ou mantido os 126%, não vote em nenhumjk destes vereadores para o bem da cidade de Campinas. Farei uma fiscalização ferrenha para que a vontade popular seja mantida. É inaceitável que zombem da cidade de Campinas.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Falta Planejamento Para o Trânsito de Campinas

O trânsito de Campinas já passou dos limites e ninguém parece se importar. Tente conduzir seu veículo, nos horários de pico, pelas Avenidas Amoreiras, Avenida Jonh Boyd Dunlop e Avenida Francisco Glicério ou, então, nas regiões do Trevo Anhanguera-Santos Dumont, Trevo da Rodovia Campinas-Mogi Mirim, imediações da Unip e por aí vai.
Não existe planejamento e, muito menos, estudos quando do lançamento de empreendimentos de porte, como: faculdades, shoppings e condomínios. Nada é feito no sentido de priorizar o direito de ir e vir. Só importa o lucro.
Venho utilizando os serviços de taxistas, em virtude, da falta de estacionamentos, todos lotados, sem nenhuma regra para regulamentar a forma de utilizá-los. Garanto que se a Prefeitura de Campinas fizer um levantamento, teremos 80% destes estabelecimentos sem o devido alvará de funcionamento.
Tenho a impressão que, da mesma forma, que se marcam arrastões e confrontos de torcidas (des)organizadas, pelas páginas das Internet, os motoristas marcam para vir ao centro da cidade, mais precisamente no quadrilátero do prédio da RAC, aos sábados de manhã, para ver quem buzina e fica mais irritado, parecendo um verdadeiro campeonato. Todos sabem que esta região não comporta o volume de carros neste dia, mas, insistem. E neste campeonato quem perde são seus moradores, sempre.

domingo, 10 de junho de 2012

Multas de Trânsito

Essa você não sabia, divulguem para o maior número de pessoas possíveis, vamos acabar com a indústria da multa...!!!

No caso de multa por infração leve ou média, se você não foi multado pelo mesmo motivo nos últimos 12 ...
meses, não precisa pagar multa. É só ir ao DETRAN e pedir o formulário para converter a infração em advertência com base no Art. 267 do CTB. Levar Xerox da carteira de motorista e a notificação da multa.. Em 30 dias você recebe pelo correio a advertência por escrito. Perde os pontos, mas não paga nada.

Código de Trânsito Brasileiro
Art. 267 - Poderá ser imposta a penalidade de advertência por escrito à infração de natureza leve ou média, passível de ser punida com multa, não sendo reincidente o infrator, na mesma infração, nos últimos doze meses, quando a autoridade, considerando o prontuário do infrator, entender esta providência como mais educativa.

Gostaria, se possível, que cada um não guardasse a informação só para si.

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Presidente ou Presidenta?

Quem ainda discutia se a Dilma Rousseff era Presidente ou Presidenta, agora, não terá mais dúvida. É PRESIDENTA, assim ela exige, basta verificar no site, acesse a lei 12.605 de 03/04/2012. Apesar de constar, tanto uma grafia como outra, no Dicionário Aurélio e dela fazer uso como quisesse fizeram uma lei específica tornando obrigatório o uso da flexão de gênero para nomear profissão ou grau de diploma.

Agora a lei MANDA as instituições de ensino público e privado expedirem os diplomas e certificados com a flexão do gênero correspondente ao do sexo. Pois é, tudo conforme determina a lei. O Congresso Nacional, composto por 513 deputados federais, 81 senadores e sei lá quantos servidores, apenas no Senado são mais de 9.000, se preocuparam com esta situação de alta complexidade e de fundamental importância para o País.

Talvez, os outros problemas não fossem tão relevantes quanto chamar a Dilma de PRESIDENTA. Vou repetir uma frase que o meu pai dizia a mim e aos meu amigos quando jogávamos futebol no lote abandonado ao lado de minha casa: “Vou arranjar algumas enxadas capinarem o mato, para vocês criarem vergonha na cara e largarem de ser vagabundos. Vão arranjar algo para fazer.”

A mesma coisa digo aos excelentíssimos deputados e senadores, arranjem algo mais importante para fazerem mais importante do que perderem tempo com alogo que não irá alterar o nosso falido sistema de saúde, a nossa desassistida educação e, muito menos, nossas carcomidas e esburacadas estradas esburacpor este Brasil afora. Enfim façam algo de útil que valha o dinheiro que lhes pagamos e outros que são surrupiados levianamente dos cofres públicos.