domingo, 3 de novembro de 2013

Emdec e os Transportadores Escolares

O Correio Popular na coluna Xeque-Mate, pilotada pela Milene Moreto, trás um texto interessante sobre mais uma papagaida que a administração do Prefeito Jonas, outra vez protagonizada pelo Secretário de Transportes Sérgio Benassi, aplicou contra os parlamentares. Mas, era de se esperar tal comportamento, não foi o primeiro e não será o último passa-moleque que veremos.
 

Lembro-me perfeitamente da reunião no plenário da Câmara Municipal, quando o dito secretário garantiu que todos os passos seriam debatidos com os transportadores escolares, visando as necessidades da cidade, a segurança dos alunos e as perspectivas da categoria, neste dia me deparei com uma cena inusitada onde um secretario entra para ser vaiado e sai sob aplausos.
 

De uma hora para outra muda-se o rumo da conversa e atropelam os acordos. Achei, sinceramente, que o Benassi havia mudado sua postura de nunca cumprir os acordos e parabenizei o vereador. Me enganei, ou melhor, voltei a pensar como antes, realmente pau que nasce torto, morre torto.
 

Prestem atenção em mais um detalhe, esta situação não foi criada apenas pelo presidente da Emdec, a autorização para continuar com o processo para liberação de mais profissionais na área partiu do 4o. andar do Palácio dos Jequitibás e teve a participação do Sr. Prefeito.
 

Podem ter certeza teremos muitas outras oportunidades, nos próximos 3 anos, para constatar que em Campinas só acontecerá o que o Prefeito Jonas quiser, quem viver verá...
 

Mas fica aqui um aviso para os senhores vereadores: Em guerra avisada só morre quem quer, muita cautela em acreditar que tudo que reluz é ouro...

Segue texto na ítegra

Mais uma na Emdec
Os transportadores de peruas escolares estão um tanto frustrados com o presidente da Emdec, Sérgio Benassi. Isso porque, durante uma audiência pública realizada na Câmara no dia 23 de agosto, o presidente prometeu a mais de cem profissionais não liberar novas autorizações para que outros perueiros pudessem atuar na cidade. A categoria reclamava que a falta de regras causou um inchaço no setor, que operaria na cidade sem muitos critérios

Vamos reclamar
Acontece que a Emdec abriu este mês o processo para conceder novas licenças. Agora, em vez de aplausos, a categoria promete, na quarta-feira, um protesto na Emdec e muitas vaias a Benassi. A empresa informou que abre em maio e novembro os processos para as novas licenças e que, para contemplar o pedido da categoria, seria necessário alterar legislações em vigor hoje na cidade o que, por ora, não se mostrou algo viável.

Queremos saber
Na Câmara, os parlamentares já começam a sair em defesa da categoria. O vereador
Tico Costa (SDD) protocolou um requerimento para questionar a Emdec sobre a abertura da emissão de licenças para os motoristas de peruas escolares. A resposta foi que Benassi consultou o departamento jurídico, que se mostrou contrário ao encerramento por prazo indeterminado da exploração do serviço de transporte escolar.

http://www.campinas.sp.gov.br/noticias-integra.php?id=20126