segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Apenas Para Inglês Ver

Os juros praticado atualmente no Brasil já não cabem no bolso de qualquer brasileiro, isto todos nós sabemos. Basta verifica a SELIC que está em 14,15%, taxa básica de juros determinada pelo Banco Central e aplicada na sociedade pelos bancos comerciais e públicos, sem exceção, assim como, por todos os órgãos governamentais.
Acho que a atitude do nobre edil Cidão Santos (PROS) em solicitar ao Procon a apuração de abuso que possam estar sendo cometidos pelo comércio em geral é louvável, porém, totalmente ineficaz, tendo em vista, que 99% das vendas à prazo são financiadas pelo sistema bancário ou de crédito.
Portanto, os juros de 7% ao mês, encontrado pelo vereador em alguns comércios da cidade, será considerado baixo, não havendo necessidade da atuação do Procon, pura perda de tempo.
O nobre vereador poderia levantar uma bandeira melhor para sua reeleição à Câmara Municipal de Campinas, pois esta, definitivamente é apenas para aparecer nos jornais.

Coluna XEQUE-MATE do jornal Correio Popular
Milene Moreto

Está um absurdo!

O presidente da Comissão de Defesa do Consumidor na Câmara de Campinas, Cidão Santos (PROS), contou que recebeu inúmeras reclamações em seu gabinete de que os juros cobrados nas lojas de departamento estão nas alturas.

Foi conferir

Cidão resolveu ir até o Centro da cidade fazer uma pesquisa e visitou várias lojas. Ele voltou assustado. Disse que em alguns magazines os juros cobrados ao mês chegam quase a 7%. Um absurdo, segundo o vereador. O parlamentar notificou o Procon para uma apuração de eventual abuso das lojas.