domingo, 24 de junho de 2012

Fidelidade Partidária

Às vezes tenho a impressão que vivemos num país onde o "faz de conta" impera. Todos sabemos que os partidos políticos são reféns de seus "filiados com mandato", sejam eles quais forem.

O medo de perder postos importante, faz o partido se curvar aos donos de importantes montantes de votos. Tenho certeza que continuarão a agir desta forma, continuaremos a ter parlamentares em uma coligação e trabalhando para a outra, outros com os seus currais eleitorais sendo abastecidos pelos adversários de outras coligações, enquanto não fizerem uma profunda reestruturação no Código Eleitoral e nas leis que regem as relações partidárias.

Enfim, o partido existe para perpetuarem alguns poucos que os dirigem e, acima de tudo, manda quem tiver a "caneta na mão", o resto é pura balela.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

O Aumento dos Salários dos Vereadores

Conversa para boi dormir. O legislativo campineiro está perdendo uma ótima oportunidade para restabelecer a confiança perdida. Esta história que tal aumento é inconstitucional é u8ma verdadeira piada, primeiro façam e aprovem a lei da equiparação, depois entrem com uma ADIM, somente ela pode estabelecer esta condição.

Na verdade existe pouca vontade dos legisladores em baixar seus salários. Devemos ficar de olho, pois, se a proposta do aumento de 48% não passar, continuará valendo a que já foi aprovada, assim teremos de engolir os atuais 126%.

Portanto, adotarei a seguinte política, se for aprovada o aumento de 48% ou mantido os 126%, não vote em nenhumjk destes vereadores para o bem da cidade de Campinas. Farei uma fiscalização ferrenha para que a vontade popular seja mantida. É inaceitável que zombem da cidade de Campinas.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Falta Planejamento Para o Trânsito de Campinas

O trânsito de Campinas já passou dos limites e ninguém parece se importar. Tente conduzir seu veículo, nos horários de pico, pelas Avenidas Amoreiras, Avenida Jonh Boyd Dunlop e Avenida Francisco Glicério ou, então, nas regiões do Trevo Anhanguera-Santos Dumont, Trevo da Rodovia Campinas-Mogi Mirim, imediações da Unip e por aí vai.
Não existe planejamento e, muito menos, estudos quando do lançamento de empreendimentos de porte, como: faculdades, shoppings e condomínios. Nada é feito no sentido de priorizar o direito de ir e vir. Só importa o lucro.
Venho utilizando os serviços de taxistas, em virtude, da falta de estacionamentos, todos lotados, sem nenhuma regra para regulamentar a forma de utilizá-los. Garanto que se a Prefeitura de Campinas fizer um levantamento, teremos 80% destes estabelecimentos sem o devido alvará de funcionamento.
Tenho a impressão que, da mesma forma, que se marcam arrastões e confrontos de torcidas (des)organizadas, pelas páginas das Internet, os motoristas marcam para vir ao centro da cidade, mais precisamente no quadrilátero do prédio da RAC, aos sábados de manhã, para ver quem buzina e fica mais irritado, parecendo um verdadeiro campeonato. Todos sabem que esta região não comporta o volume de carros neste dia, mas, insistem. E neste campeonato quem perde são seus moradores, sempre.

domingo, 10 de junho de 2012

Multas de Trânsito

Essa você não sabia, divulguem para o maior número de pessoas possíveis, vamos acabar com a indústria da multa...!!!

No caso de multa por infração leve ou média, se você não foi multado pelo mesmo motivo nos últimos 12 ...
meses, não precisa pagar multa. É só ir ao DETRAN e pedir o formulário para converter a infração em advertência com base no Art. 267 do CTB. Levar Xerox da carteira de motorista e a notificação da multa.. Em 30 dias você recebe pelo correio a advertência por escrito. Perde os pontos, mas não paga nada.

Código de Trânsito Brasileiro
Art. 267 - Poderá ser imposta a penalidade de advertência por escrito à infração de natureza leve ou média, passível de ser punida com multa, não sendo reincidente o infrator, na mesma infração, nos últimos doze meses, quando a autoridade, considerando o prontuário do infrator, entender esta providência como mais educativa.

Gostaria, se possível, que cada um não guardasse a informação só para si.

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Presidente ou Presidenta?

Quem ainda discutia se a Dilma Rousseff era Presidente ou Presidenta, agora, não terá mais dúvida. É PRESIDENTA, assim ela exige, basta verificar no site, acesse a lei 12.605 de 03/04/2012. Apesar de constar, tanto uma grafia como outra, no Dicionário Aurélio e dela fazer uso como quisesse fizeram uma lei específica tornando obrigatório o uso da flexão de gênero para nomear profissão ou grau de diploma.

Agora a lei MANDA as instituições de ensino público e privado expedirem os diplomas e certificados com a flexão do gênero correspondente ao do sexo. Pois é, tudo conforme determina a lei. O Congresso Nacional, composto por 513 deputados federais, 81 senadores e sei lá quantos servidores, apenas no Senado são mais de 9.000, se preocuparam com esta situação de alta complexidade e de fundamental importância para o País.

Talvez, os outros problemas não fossem tão relevantes quanto chamar a Dilma de PRESIDENTA. Vou repetir uma frase que o meu pai dizia a mim e aos meu amigos quando jogávamos futebol no lote abandonado ao lado de minha casa: “Vou arranjar algumas enxadas capinarem o mato, para vocês criarem vergonha na cara e largarem de ser vagabundos. Vão arranjar algo para fazer.”

A mesma coisa digo aos excelentíssimos deputados e senadores, arranjem algo mais importante para fazerem mais importante do que perderem tempo com alogo que não irá alterar o nosso falido sistema de saúde, a nossa desassistida educação e, muito menos, nossas carcomidas e esburacadas estradas esburacpor este Brasil afora. Enfim façam algo de útil que valha o dinheiro que lhes pagamos e outros que são surrupiados levianamente dos cofres públicos.

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Código Florestal - A Presidente Dilma Entre a Cruz e a Espada

Expira hoje o prazo para a Presidente Dilma sancionar ou não o novo Código Florestal, qualquer que seja a decisão que pode dar margem a muito comentário.

De um lado ficam os ativistas que protegem o meio ambiente pedindo para a presidente vetar todo o projeto. E de outro lado os ruralistas e, alguns bandidos que teimam em se manterem fora da lei, que defendem a imediata aprovação.

Como nada que está ruim, não possa piorar, a presidente enfrenta um dilema terrível. Se vetar o projeto todo pode sofrer um revés no Congresso Nacional, tendo o seu veto derrubado e, assim, transformar a aprovação da lei em decreto legislativo. Sua base não é homogenia, tendo em suas fileiras diversos representantes ruralistas. Se ela resolver vetar parte do projeto, vetando, apenas e tão somente, os excessos que se apresentam nas Áreas de Preservação Permanente (APP), corre o risco de se indispor com as correntes formadas na várias redes sociais.

Mesmo porque estamos prestes a sediar a Rio+20, Conferência do Meio Ambiente, que pode alterar certos procedimentos nos países altamente industrializados, que o Brasil defende a muito tempo e causar constrangimentos nas suas alegações, inviabilizando o discurso a ser defendido. Vejo que a única alternativa seria vetar alguns pontos do projeto para conter os ânimos de lado a lado.

Enfim, creio que o Brasil perderá muito em qualquer decisão que ela tomar. Vamos ficar de olho para que os bandidos não levem a melhor nesta contenda.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Construtora Que Não Respeita os Direitos do Consumidor Resolve Vender Áreas e Se Retirar de Campinas

A Construtora PDG/Goldfarb comunicou que esta abandonando a cidade de Campinas e que suas áreas, possivelmente reservadas para mais golpes, estão à venda. Não sei se choro ou dou risada! Mas, fiquei literalmente com pena desta construtora.

Uma empresa tão abnegada, extremamente altruísta e que preza seus clientes, que quando fiz a leitura de suas explicações senti o quanto estava interessada em "ajudar" seus clientes e a cidade... Oras, bolas, vão às favas.

Se tivessem um mínimo de dignidade sairiam de fininho para ninguém perceber. Querer colocar a culpa pelos maus tratos e desmazelos cometidos contra o Ministério Público e aos que sonharam em ter um teto para morar é o fim da picada.

Comercializando imóveis sem atender as leis municipais, claro que com a ajuda do pessoal que compunha a possível quadrilha formada no governo do Dr. Hélio. Não respeitavam prazos de entregas, motivando seus clientes a assumirem responsabilidades que não lhes eram inerentes, ocasionando aumentos substanciais no saldo a ser financiado, baixando os valores de redução que constam no projeto Minha Casa Minha Vida. Qualquer cidadão com um pouco de conhecimento ou que fizesse alguma leitura habitual poderia perceber que os preços praticados eram e, continuam sendo pelas outras construtoras, fora da realidade brasileira, imóveis que poderiam ser construídos com a metade do valor anunciado, basta fazer um levantamento dos preços das áreas a serem ocupadas e a qualidade e os preços dos materiais de construções a serem utilizados.

Se estivéssemos em um país sério esta construtora estaria fechada e seus diretores, riquíssimos por sinal, na cadeia. Devemos ficar atentos às atividades das outras construtoras e especuladores do mercado imobiliário para que outras patifarias não venham mais a ocorrer, somos os únicos interessados que todo e qualquer projeto tenha transparência e comprometimento com a sociedade.

Portanto, senhores da PDG/Goldfaber, Campinas se alegra com a sua desistência em continuar explorando seus habitantes.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Nossos Impostos Devem Baixar a Inadimplência

Hoje os jornais estão repletos de "ótimas medidas" que estão sendo tomadas pelo governo federal através do seu Ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Agora, os banco poderão renegociar as dívidas dos inadimplentes, adquiriram tantos bens que não tem como pagar, na época do meu pai quem não pagava suas contas era chamado de "caloteiro".

Pois bem, não vem ao caso esta nova definição, a idéia é o seguinte: O caloteiro compra um bem qualquer, liga para o gerente da sua conta bancária, pede um financiamento, está tão facil ultimamente, por um motivo ou outro, não paga, normalmente por não fazer as contas de quanto ganha e do quanto pode gastar. Depois, o banco manda o nome do cara parao SPC (que não é aquele do grupo de pagode), suja o nome e fica sem possibilidade de levantar outros empréstimos (graças à Deus, senão a divida aumenta). Neste ponto entra o governo federal que autoriza o banco a renegociar a tal dívida com o caloteiro com valores menores, pois, o Sr. Mantega "suspende ou difere" os impostos devidos ao tesouro nacional.

Em suma, o povo brasileiro, que é quem paga os impostos, serão os que irão pagar parte da dívida que os caloteiros fizeram. Bom, não acham?

Uma CPI Sem Comando

Esta CPI do Cachoeira tem tudo para não dar em nada. O presidente da dita cuja paga uma estudante - Maria Eduarda - e quem faz o serviço é o seu pai - jornalista Adelson Barbosa - que tem a responsabilidade de atuar junto aos principais jornais para que publiquem notícias favoráveis ao senador.

Neste ponto ocorrem vários crimes. 1o.) O pai da moça pratica acobertamento de leigo, jornalismo é atividade restrita. 2o.) A moça assina um documento para receber uma quantia em dinheiro que não lhe é devida - Falsidade Ideológica e Concussão e, porque não, Estelionato e Apropriação Indébita. 3o.) Seu pai recebe uma quantia, repassada pela sua filha, sem declarar ao imposto de renda - Sonegação de Receitas e, consequentemente, Sonegação de Impostos. O senador em questão tem um funcionário que nunca trabalhou efetivamente em seu gabinete ou qualquer outro lugar que se possa chamar de "base eleitoral", sabe que quem presta o serviços é o pai e mesmo assim continua pagando – pratica, portanto, Prevaricação.

Será que não daria para cassar o mandato do infeliz e tirá-lo desta comissão, pois, não possui moral para seguir adiante. Triste realidade brasileira.

Político - A Melhor Profissão Brasileira

Algumas perguntas com as devidas respostas. Sabem porque o Cachoeira não "abriu o bico"? A lei permite. Sabe quem faz as leis neste país? os mesmos que ficaram irritados - os parlamentares. Sabe porque a lei não muda e, desta forma, continuará desta maneira? Porque um dia vai chegar a vez deles - os parlamentares. Estes "caras" fazem as leis pensando, apenas, neles mesmos e, depois, querem que os outros façam diferente.

Vou continuar batendo na mesma tecla: "Enquanto continuarem - os parlamentares - a olharem para o próprio umbigo, nada vai mudar neste país". Afinal, qual é a melhor profissão para o brasileiro? Pergunte ao seu amigo ou parente que está neste exato momento do teu lado. A resposta é simples e certeira - é ser político. Mais de uma aposentadoria e nem precisaria, pois, o "pé de meia" já está feito. Salário muito maior que os melhores executivos de qualquer multinacional. Semana de 3 dias, quem trabalha menos?. Dezenas de assessores pagos pelo contribuinte. Se o filão já não rende o que deveria, muda de setor - basta ter amizade com os "dinossauros da política" que a indicação sai. Se a polícia, o promotor ou qualquer juiz se meterem em suas trapalhadas, logo são deslocados ou, se adequarem ao sistema, ganham uma promoção. Se por um acaso do destino não conseguirem serem reeleitos, assumem postos em empresas de ponta, mesmo não tendo nenhuma noção técnica, pois, o que vale é o lobby.

Portanto, vamos fazer valer a única arma que temos - O VOTO. Depois não adianta reclamar.

Precisamos de Atitudes Mais Honestas Destes Parlamentares - Chega de Pão e Circo

Integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes da Câmara apresentaram nesta terça-feira (22) dois requerimentos para convidar a apresentadora Maria da Graça Meneghel, a Xuxa, para prestar depoimento ao colegiado. Esta é a manchete da maioria dos jornais deste país.

Porque não chamam as Lauras, as Marias, as Fátimas, as Emerencianas, as Sônias, será que é porque não chamam a atenção do público. Já dizia um velho político campineiro, o povo gosta de pão e circo. O pão anda difícil de chegar às mesas, mas, o circo, este tem entrado direto na vida do brasileiro.

Claramente, ela foi usada para alavancar a audiência deste programa da Globo que desce a olhos vistos, portanto, conseguiram o intento, pior de tudo é que a mídia valoriza estas idéias e se aproveitam para elevar suas vendas.

Atitudes como esta me faz pensar se não existe algo mais produtivo ou razoável para estes verdadeiros palhaços, travestidos de parlamentares, fazerem! Todos os dias temos centenas de crianças e mulheres sendo estupradas neste país, basta abrir qualquer jornal em qualquer cidade, mas, elas não dão Ibope. Estes projetos de “homens do povo” deveriam chamar cada uma delas para serem ouvidas também. Na verdade querem aparecer na mídia.

Tenho uma proposta bacana para os eleitores deste país, vamos anotar os nomes destes políticos, proponentes de verdadeiras pérolas, e na eleição seguinte dar uma banana para eles.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

O Portal da Transparência - Mentira ou Verdade

O Brasil continua na contramão da história, fizeram mais uma lei para não ser cumprida, a tal Lei da Transparência e fizeram até o Portal da Transparência (acesse para tirar dúvidas -

Muitos Estados, Municípios e quase todos os Ministérios e Autarquias tiveram 6 meses para colocar tal portal a serviço do povo e não o fizeram, dizem que o tempo foi curto demais, mentira.

Os pequenos municípios não tem como realizar estas operações, imaginem que estive numa desta cidades pequenas, vejam que foi no Estado mais rico da federação, e para realizar a inscrição de uma pequena empresa me passaram formulários para serem preenchidos pela máquina de escrever, não vejo uma já faz uns 15 anos. Os site mantidos por estes órgãos são apenas ferramentas para propaganda eleitoral de seus administradores.

Países altamente desenvolvidos tratam a transparência política como forma de dar sustentabilidade à qualquer mandato popular. No Brasil, político continuará com os seus desvios de verbas, aumentar valores dos vales-misérias distribuídos à população carente, que é maioria, fazendo do voto comprado a sua eleição ou reeleição, usando a corrupção para se perpetuar no poder, adquirindo castelos em Minas ou em Portugal, malas e cuecas repletas de dólares, mensalões e mensalinhos sem julgamento, prestação de contas de verbas públicas sem publicidade, e aumentar seus próprios salários.

Será que um dia tudo isso vai mudar?

quarta-feira, 16 de maio de 2012

A Greve dos Servidores Municipais e os Salários dos Vereadores

Os vereadores prometem votar seus salários antes da greve dos servidores terminar. Tenho lá minhas dúvidas, será que terão a coragem de votar, enquanto, o prefeito oferece aos servidores municipais a bagatela de 5,3897%?

A Câmara de Vereadores irá votar um novo aumento salarial com reajuste de 48%, pois, o índice aprovado no final do ano passado era de 126%, fato que pegou mal e a população chiou, prometendo represálias nas próximas eleições.

O sindicato dos servidores não abre mão de um reajuste salarial de 13,18% e o vale-alimentação aumentado para 29,5%. Não acho injusto este aumento aos trabalhadores, visto que, o salário mínimo ficou em 14,13%, passou de R$ 545,00 para R$ 622,00. Porém, a maioria dos trabalhadores brasileiros não recebem o vale-alimentação, o vale-compra e auxílios de todo tipo e para todos os gostos, basta solicitar a qualquer servidor, seja municipal, estadual ou federal, a cópia do contracheque para verificar tal fato.

De todos os lados surgem informações desencontradas e afirmativas que não condizem com a realidade, de um lado o sindicato alega que a greve não é política, em parte é verdade, mas, não podemos ignorar que a cúpula do sindicato é formada por membros do PSB, partido do Deputado Jonas Donizete, se a greve não é política como pode o presidente do sindicato enumerar a quantidade de apadrinhados contratados nas várias Administrações Regionais e afirmar que os mesmos se tornaram currais eleitorais dos atuais vereadores, este fato nada tem haver com os reajustes solicitados.

De outro lado, temos os vereadores que ultrapassaram os limites do bom senso aprovando um aumento de 126%, agora querem remendar o estrago político com aumento de, apenas, 48%, portanto, imagino que continuarão a ter problemas para explicar aos seus eleitores.

Em pior situação encontra-se o Prefeito Pedro Serafim, era o Presidente da Câmara quando da aprovação daquela aberração administrativa, tendo em vista, que o aumento dos salários dos vereadores, pela lei, é ato exclusivo da mesa diretora. Encontra-se numa situação nada confortável em autorizar um ou outro valor e poderá ser utilizado pelos seus adversários nas eleições de outubro deste ano, em suma, “sua batata está assando”.

Diante destes fatos e por ser um ano eleitoral tudo pode acontecer. De um fato tenho certeza, quem pagará o pato será sempre a população, independente de quem ganhe a queda de braço, além disto, continuaremos como estamos – sem saúde, sem transporte adequado, sem segurança e sem rumo.

terça-feira, 15 de maio de 2012

As Regiões Metropolitanas Precisam Mudar o Modelo Administrativo

As chamadas "Regiões Metropolitanas" deveriam possuir um Conselho Gestor independente da presença dos prefeitos das cidades que as compõem. Não há interesse algum, por parte dos mesmos, em realizar obras que venham beneficiar outros municipios que não os seus.
Encontramos outros disparates, como já ouvimos em visitas de governadores, onde categóricamente e, sem fineza alguma, declaram a quem quiser ouvir que uma determinada obra é dele e não do prefeito da cidade visitada. Ora, como uma obra pode ser realizada se não for a consenso de ambos os governantes e da vontade popular.

Como se a cidade não participasse ativamente na arrecadação do ICMS, com valores que ultrapassam muitas outras cidades de maior porte, porém, com menor sorte na divisão do bolo.

A reforma tributária se faz necessária, assim como, a revisão da forma que as Regiões Metropolitanas são administradas. As mesquinharias com certeza acabariam.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

HOJE EU ESCREVO SOBRE A FÊNIX CAMPINEIRA

O bugre campineiro renasce das cinzas, tal qual uma Fênix, estampada no brasão de nossa cidade. Tão paradoxal quanto a política municipal, estava o bugre a deriva em mares turvos e violentos, sem  recursos financeiros, sem jogadores, sem funcionários, sem dirigentes, sem rumos e, principalmente, sem vergonha.
De repente, numa guinada de 180 graus, eis que ressurge a força do interior numa decisão contra o grande Santos, não dava para esperar muito, mas, o muito já estava feito, bravamente chegamos onde nem o maior e mais fanático torcedor bugrino imaginaria chegar.

O que realmente importa é o resultado final. Parabéns a estes guerreiros que enalteceram a bandeira bugrina, acima de tudo, honraram seus contratos e recuperaram uma imagem tão desgastada por adminisdtrações ridículas.

Parabéns ao Mingone, pela diretoria que montou e pelo trabalho realizado. Fazia algum tempo que não tínhamos alegria em, pelo menos, ver resultados positivos.

Que mantenham a luta e coloque luz sobre a real situação financeira do clube. Cobrando na justiça quem causou tamanho rombo e que se coloque uma pedra em cima de um passado quase sem futuro.

domingo, 13 de maio de 2012

PIRATARIA E CONTRABANDO - CRIMES COM A ANUÊNCIA DOS PODERES PÚBLICOS

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado deveria abrir um inquérito contra os órgãos fiscalizadores responsáveis por este tipo de comércio.

Contrabando e pirataria é crime e, assim, deveriam ser tratados, visto que, para estas mercadorias estarem expostas necessitou de agentes facilitadores na vistoria alfandegária, no transporte até a cidade de Campinas e na exposição do produto.

Mais uma vez o Ministério Público faz às vezes dos órgãos que deveriam fiscalizar. Neste caso o Procon, a Setec, a Secretaria da Fazenda do Estado e a Receita Federal deixaram de cumprir com suas obrigações, podemos citar a Polícia Civil como mais um órgão inoperante.

Irão me dizer que eles não poderiam saber que as mercadorias eram pirateadas ou contrabandeadas, mas não cabe nenhuma negativa, pois, o fato era público e notório, amplamente divulgado pela imprensa. Falhou, ainda mais, a Receita Federal, em virtude, de ter deixado entrar esta quantidade enorme de produtos falsificados através das fronteiras, portos ou aeroportos, locais em que deveriam manter uma fiscalização adequada.

Quem sabe se estas ações pontuais forem mais frequentes, coloque os informais dentro das normas que norteiam o comércio em geral.

sábado, 12 de maio de 2012

RESPONSABILIZAR O PODER PÚBLICO QUANDO COMETER O CRIME DE PREVARICAÇÃO

O Ministério Público de Goiás (MPE) vai abrir inquérito civil para investigar a queda do helicóptero Koala AW 119KII (prefixo PP-CGO) em Piranhas por suspeita de irregularidades no contrato de manutenção da aeronave mantida entrea a Fênix de Manutenção de Aeronaves Ltda com o governo de Goiás.
Como diria o cantor Silvio Brito - "Tem que pagar prá nascer. Tem que pagar prá viver. Tem que pagar prá morrer"-. Pois bem , pagamos todos tipo de impostos e taxas neste país, ao todo são mais de 70. Porém, quando acontece um acidente quem tem de investigar é o Ministério Público.

Deveria o MP investigar quem de fato deveria ter fiscalizado e não o fez, responsabilizando o agente coator com a perda dos direitos intrínsecos a sua atividade. Se houve algum acidente, o mesmo aconteceu porque alguém não fiscalizou e muito menos exigiu os documentos de praxe e necessários, corretamente.

Não é possível pagarmos duas vezes pelo mesmo trabalho, gerando, ainda mais custos aos nossos bolsos, já tão aviltado por tantos impostos e taxas. O agente coator, além, da penalidade profissional, deveria arcar com o prejuízo financeiro oriundo do erro cometido, assim como, responder processualmente por prevaricação e seus chefes, da mesma forma, por condescendência criminosa.

O Brasil possuí leis capazes de satisfazer todo e qualquer crime cometido, porém, nada acontece. Tenho certeza que a lei sendo aplicada, na sua plenitude de acordo com as responsabilidades de cada um, fatos como este jamais aconteceriam com a frequência que ocorrem. 

sexta-feira, 11 de maio de 2012

O BRASIL, AS TAXAS DE JUROS E OS BANCOS PRIVADOS

A atual política monetária do Brasil acabou de ser colocada em risco. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban), órgão representativo dos banqueiros declarou, demagogicamente, que “você pode levar um cavalo à beira do rio, mas não obrigá-lo a beber”.

Significa, em outras palavras, que não adianta o governo derrubar as taxas da Selic ou reduzir os juros pagos pelas cadernetas de poupança (isto eu já sabia) como vem fazendo, o mercado financeiro depende muito mais das relações comerciais que mantém os investidores e tomadores, em suma, nada vai mudar nas atuais condições oferecidas pelos bancos privados.

Somente os bancos estatais estão praticando juros menores, porém, quem vai arcar com estes custos serão, novamente, os pagadores de impostos. Portanto, não se iludam, pois, as aquisições de bens duráveis permanecerão com taxas pra lá de salgadas, empréstimos pessoais com juros estratosféricos e muito cuidado com o cartão de crédito e o cheque especial, muito fácil de se usar, mas muito difícil de serem quitados.

Desta forma, em breve teremos um aumento substancial da dívida interna que já ultrapassa a casa dos R$ 1,7 trilhões e os bancos continuarão a apresentar lucros fora da realidade financeira do país.


quinta-feira, 10 de maio de 2012

DISCRIMINAÇÃO SOCIAL E PRECONCEITO - ATÉ QUANDO?

Acabaram de denunciar o cantor Alexandre Pires por racismo. O Ministério Público Federal de Minas Gerais está investigando o suposto episódio registrado em um videoclipe do cantor. Eu me pergunto – Será que tal demanda não estaria sendo supervalorizada? Será que realmente necessitaria uma investigação deste porte? Ou será que não estamos ultrapassando os limites do bom senso?

Vejo atos que caracterizam fortemente este tipo de preconceito racial, mas, estou convicto que há um certo exagero em muitos casos. Toda forma de preconceito e discriminação são execráveis e o temos em todos os segmentos:- homossexuais, velhos, pobres, mulheres, judeus, ciganos, portugueses, loiras, prostituição, nível social, grau de escolaridade, sexo, conduta, bullying nas escolas e, pasmem, até nas profissões.

Assim a sociedade pratica a discriminação e o preconceito de várias formas e com níveis cada vez mais agressivos. Em um primeiro momento praticam a antilocução, quando faz piadas e referências negativas. Em seguida vem o que podemos chamar de esquiva, quando evita o ambiente frequentado ou a própria companhia. Logo se assume o terceiro nível que é a discriminação, quando se quer prejudicar e impedir o grupo de atingir seus objetivos. O ataque físico vem logo a seguir, impondo danos físicos à seus membros e, por último e mais grave é o extermínio, tal qual, protagonizou Adolf Hitler aos judeus.

Sabemos que não dá para mudar da noite para o dia anos de ensinamentos e educação mal impingidas por uma sociedade extremamente preconceituosa. O que precisamos é de uma educação e conscientização nas escolas primárias e que permaneçam no aprendizado até as carteiras das universidades.

Para que tudo venha surtir o efeito desejado este planejamento teria de passar, necessariamente, por um lar organizado onde, a família, imponha limites e critérios de conduta.

Enfim, devemos ter a consciência de que um homem não se faz apenas pelos ensinamentos recebidos, mas, da forma com que os aplica na sociedade.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

OS MICROEMPREDEDORES INDIVIDUIAS E A POLÍTICA DO FAZ DE CONTA

A "política do engana que eu gosto" mais uma vez se faz presente neste panorama brasileiro em que tudo bem. Este Programa do Microempreendedor Individual está sendo utilizado para burlar fiscalizações e sonegar impostos, enfim, quem poderia utilizá-lo, não o faz e, quem não pode esta encerrando empresas normais e abrindo uma MEI para cada membro da família.

Passada a correria da entrega dos impostos de renda dos cidadãos e das empresas, verifiquei que a grande maioria dos microempreendedores faturam bem mais que os limites previstos e, ainda, mantém números expressivos de funcionários fora da legislação pertinente.

Parece que não pararam para fazer as contas com relação ao Programa Microempreendedor Individual. Como apresento a seguir com os valores relativos ao ano-calendário de 2011:

Salário Mínimo - R$ 465,00
Encargos Sociais (13o. Salário, Férias, Inss, FGTS) - R$ 141,57
Vale-Transporte - R$ 140,00
Refeições - R$ 140,00

Custo mensal de cada funcionário - R$ 886,57

Impostos/Empresa - R$ 52,15
Salárioo/Empregador - R$ 465,00
Refeições/Empregador - R$ 140,00
Transporte/Empregador - R$ 140,00

Custo mensal para manutenção do empregador - R$ 797,15

Como mantém pelo menos dois funcionários o valor do custo mensal com empregados passa para R$ 1.773,14, assim como, as despesas com água e luz ficando em R$ 80,00.

Perfazendo, portanto, o valor total do custo de manutenção de R$ 2.650,29.

Levando-se em conta que o faturamento bruto anual não poderia ultrapassar o valor de R$ 36.000,00 que daria R$ 3.000,00 por mês e que, quase que a totalidade praticam o comércio, sobram apenas R$ 349,71 para reposição das mercadorias vendidas.

Posso afirmar, sem sombra de dúvidas, que o comerciante teria de trabalhar com uma alíquota de 857,86% sobre o valor da mercadoria adquirida e sabemos que isto é impossível.

Se a Receita Federal verificar a evolução patrimonial, quer seja pelas declarações de renda, cartórios de registro de imóveis e os registros das vendas de veículos novos, destes empreendedores terá o espelho das irregularidades cometidas, facilmente.

Chega-se a conclusão que o tal programa só seria viável as trabalhadores que prestem serviços em pequenas escalas, tais como: manicure, pedicure, cabeleireiros, jardineiros, empregados domésticos diaristas e outros que não saiam muito destas áreas e que via de regra já estão devidamente respaldados na leis municipais recolhendo o ISSQN como autônomos, quantia inferior aos da MEI.

Portanto, um programa que só está servindo para promover os politiqueiros de plantão e enriquecimentos de alguns espertinhos.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

REDUZIR ESTÔMAGO PODE SER MOTIVO PARA OBTER DESCONTOS EM RESTAURANTE DE CAMPINAS

Seria cômico, se estivessemos sentados em uma mesa de boteco, mas não é, um veredor de Campinas quer que esta lei seja aprovada. É o fim da picada.

Com certeza será mais um daquelos projetos de lei sem a mínima eficácia e seriedade. Fico tentando imaginar como que o cidadão fará para comprovar a sua condição de gastroplastiado.

O camarada entra em um restaurante e solicita ao garçon que lhe traga uma porção de sei lá o quê para MEIA PESSOA ou, ainda, poderá andar com as suas radiografias ou qualquer outro exame que possa ser visto sem a necessidade de outros aparelhos de leitura comprovando tal procedimento cirurgico, mas, possívelmente o pobre consumidor com estomago reduzido deverá solicitar ao médico que o operou um atestado sob as penas da lei, que deverá ser renovado anualmente através de um alvará de gastroplastia, com a cobrança de uma pequena taxa.

Depois os caras, vereadores no caso, querem que nós respeitemos a "otoridade" deles. Porque não procuram algo produtivo para fazer.

Enfim, estamos sendo feito de palhaços...

domingo, 6 de maio de 2012

A ESQUERDA BRASILEIRA PRECISA MUDAR SEUS RUMOS

Esta é a esquerda brasileira que envergonha qualquer Che Guevara ou Fidel Castro, que deram tudo da vida para defender aquilo que acreditavam, mas, agem como Hugo Chaves, que para se apoderar do poder e da fortuna, virou socialista de carteirinha.

Respeito opiniões, pois, conheço alguns muito bons, acho que uns dois, talvez. Posso até dar os nomes aqui, pois são meus amigos, Nilson Lucílio e Pedro Maciel e, não os vejo em nenhuma guerra santa, porque trabalham duro e nem teriam tempo para isto, portanto, respeito-os e não fazem parte desta esquerda burra que compõem o cenário nacional.

Os e boa estirpe ainda não conheci nenhum e a maioria dos idealistas acham que Cuba é o melhor país do mundo para se viver, mas, preferem passar um final de semana lá e voltam logo para cá. Autênticos todos são, pois, defendem com unhas e dentes qualquer manifestação, seja lá para o que for, adoram uma caminhada contra sei lá o quê, invadem tudo que puderem, destroem lavouras, quebram as máquinas e ateiam fogo nas construções e nem querem saber se é produtivo ou não, apenas, tem de ser em locais prontos e que não dê muito trabalho para plantar e colher, senão vendem, porque ninguém é de ferro. Estão sempre gritando por algo.

Sabe, queria vê-los gritarem pela maioria dos brasileiros, brigarem por uma saúde mais humanizada, por uma política para os aposentados receberem o justo valor que lhes é devido, que os “investidores” que aplicam seu rico dinheirinho na poupança sejam tratados como trabalhadores que só estão guardando um pouco para enfrentar a velhice, que se indignassem quando um banco apresentasse lucros exorbitantes, que fizessem greve de fome quando um político fosse pego com a “mão na cumbuca”, que saíssem em defesa dos pequenos e médios empresários que são penalizados com impostos cada vez mais altos, enfim, que realmente pensassem como uma esquerda inteligente e não esta, totalmente sem eira e nem beira, que reina entre nós.

Se apegam a qualquer cargo e sugam seus seguidores, tirando-lhes até a autonomia de pensamento. É deveras lamentável esta esquerda que está muito mais preocupada em falar do que fazer, pois, nem viver como sugerem, conseguem.

sábado, 5 de maio de 2012

ESTÃO ENFIANDO ÀS MÃOS NA POUPANÇA DO BRASILEIRO

Acabaram de mexer no cálculo dos juros pagos pelas cadernetas de poupança, agora, receberão 70% do valor pago até o dia 03/05.

Portanto 90% dos "investidores" serão prejudicados, a maioria trabalhadores assalariados, que tentam manter um dinheiro guardado para fazer frente ao valor de aposentadoria futura que o próprio governo vai mete as mãos também.

Em outras épocas teríamos as ruas e avenidas infestadas pelos defensores da esquerda, representantes da classe trabalhadora, sindicalistas, desta vez isto não acontecerá, pois, todos eles fazem parte deste governo que aí está. Quanto à oposição não podemos contar, afinal, não existe.

Cabe ao povo aceitar passivamente que através de uma MP o governo venha, mais uma vez, enfiar as mãos em nossos bolsos, com a desculpa de aumentar os investimentos no setor produtivo. Como pode pensar desta forma com os banqueiros apresentando recordes de lucros a cada trimestre. Ou me apresente alguém que já entrou em algum banco e comprou algo que estivesse precisando em casa.

As grandes lojas de varejo, não ficam para trás, todas elas já montaram suas estruturas financeiras e fizeram acordos com as várias bandeiras bancárias, vendem seus produtos mais populares em até 30 prestações, mas, para isso o consumidor tem de preencher uma extensa ficha com todos os seus dados, principalmente, os financeiros. Para quê? Simples. Esta forma venda, nada mais é, do que uma forma de aprovar o seu cadastro e lhe enviar um cartão de crédito. Cartão este que lhe custará muito caro se não conseguir controlá-lo.

Vejam que até o comércio descobriu que vale mais ter um cliente cadastrado e mantê-lo encabrestado, cobrando juros escorchantes, do que, simplesmente, lhes vender algo com preços honestos e sem segundas intenções. Tenho certeza de que seremos nós os prejudicados, me lembra uma música que dizia: "Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém...".

Mais uma vez iremos pagar uma conta que não fizemos e nem crédito tínhamos para tanto.

domingo, 29 de abril de 2012

CONTRA OS ABUSOS SOMENTE O VOTO CONSCIENTE

Para fazer frente aos desmandos na política, devemos aplicar o único remédio que funciona, o voto.

Comprovadamente Campinas tem o maior custo médio, entre as cidades com mais de 1 milhão de habitantes, onde cada vereador custa o equivalente a R$ 78,50 por morador por ano. Tudo custeado pelos impostos municipais arrecadados pela prefeitura, cujo repasse é de 4,5%, representando para este ano o valor R$ 91 milhões. Para manter esta estrutura são gastos a bagatela de R$ 229 mil com cada um dos 33 vereadores.

As desculpas para manter tamanha arbitrariedade são as mais variadas possíveis, que vão do "desgastante" trabalho pelas CPIs até a necessidade de manter "assessores" - entendam como "cabos eleitorais" - para atender a grande demanda de seus eleitores. Existem gastos que ninguém sabe, ninguém viu e nem sabe para quem, mas, ex-vereadores e ex-servidores abocanham uma quantia muito maior do que podemos imaginar, somos obrigados a pagar, pasmem, aposentadorias milionárias para quem "trabalhou", como vereador, apenas um único dia.

Não precisam realizar levantamento algum para detectar tais abusos, mas, quando garantem que irão realizar estudos para diminuir tais gastos a preocupação aumenta, pois, invariavelmente acaba sobrando para os Patrulheiros ou para qualquer licitação com pouca ou nenhuma transparência.

Nunca são anunciados cortes de despesas onde se deveria, por exemplo, a diminuição do númerto de assessores e das mordomias dos comandantes e seus comandados ou, quem sabe, uma reestruturação nas leis que regem os direitos e os deveres destes parlamentares, colocando regras e limites nos seus salários, verbas de gabinete e aposentadorias. Não tem nada a haver com péssima administração, são gastos para poderem se manterem nos cargos que ocupam, em detrimento, das reais necessidades da população.

Pelo andar da carruagem dá para perceber que nossos vereadores não estão cumprindo com a obrigação de zelar pelo patrimônio público ou prestar serviços de qualidade à comunidade que os elegeram. Enfim, os resultados não são proporcionais aos altos custos que propiciam, senão vejamos: nenhum projeto de relevância em discussão, votam de acordo com suas necessidades, aumento abusivos de salários, denúncias só são investigadas quando o MP ou a mídia lhes tomam a frente.

Na próxima eleição deveríamos analisar cuidadosamente o curriculun de cada candidato, assim como de cabos eleitorais ou assessores, antes, quem sabe, teríamos uma chance maior de não errarmos novamente, elegendo candidatos comprometidos com a vontade popular.

sábado, 28 de abril de 2012

CASO DEMÓSTENES MOSTRA QUE O CAOS E A CORRUPÇÃO IMPERA SOBRE A POLÍTICA BRASILEIRA



A situação criada pelo senador Demóstenes mostra exatamente como os rumos da política traem os votos dados por seus eleitores. O PT, eleito pela propagação do seu alto grau de ética, era o que nos parecia, entrou para o hall dos partidos políticos que só pensam em se perpetuarem no poder, valendo qualquer golpe mais baixo.

Como pode um homem público tratar seus eleitores com se fossem idiotas e, ainda, querendo nos fazer crer que é inocente, apesar das vastas provas apresentadas pela Polícia Federal. Querem alguns parlamentares, nos fazerem engolir esta tal de CPMI criada para levantar as ramificações dos braços desta corja de bandidos, que via de regra, não vai dar em nada, como sempre aconteceu. Oras, está na hora destes políticos incompetentes deixarem de iludir o povo incauto com reuniões e oitivas que nunca chegam a nada.

Algo muito parecido aconteceu em Campinas, quando criaram uma CPI da Sanasa, que foi presidida por um elemento da base de governo, auxiliados por diversos outros da mesma base,  que não queriam que nada fosse apurado, assim como não o foi. Precisamos do Ministério Público e de um “premiado arrependido” para chegar aos componentes de uma verdadeira quadrilha, montada sob as barbas do prefeito Dr. Hélio.

Rasguem a Constituição e façam outra, pois, o fundamento de que todos são iguais perante a lei deixou de existir a partir do momento que ninguém, apesar de passar mais de um ano, devolveu qualquer centavo roubado ou que tenha sido, pelo menos, responsabilizado pelos seus atos.

Um dia o ex-presidente Lula disse que havia no Congresso Nacional, 300 picaretas que defendiam seus próprios interesses, concordo com esta afirmação e podemos acrescentar que se levarmos em conta as várias esferas governamentais teremos muito mais que isso, se não for a totalidade, tenham certeza, não escapa mais do que 10% de todos os políticos deste país, podemos inflar os números se acrescentarmos o poder judiciário, que já deu mostras suficiente que também não anda por vias retas.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

A METROPOLIZAÇÃO DA SAÚDE PÚBLICA

Um vídeo postado no YouTube (http://www.youtube.com/watch?v=KAdATKIHtxU&feature=player_embedded) mostra o marido de uma paciente do Pronto Socorro Dr. Waldemar Tebaldi, de Americana, sendo detido por por desacato e agressão. Dois guardas municipais e um policial militar participaram da contenda, cenas dignas de países do terceiro mundo.

Se a saúde pública fosse tratada da forma como deveria ser, não teríamos espetáculos deprimentes como este. Mais uma vez a visão administrativa da maioria dos nossos politicos deixam a desejar. A metropolização da saúde pública já deveria ter sido discutida na época da implantação da Região Metropolitana de Campinas.

Campinas é uma referência nacional em diversas áreas da saúde e paga uma conta muito alta por esta performance. Os repasses dos governos estadual e federal deveriam ser maiores em função da não aplicabilidade das cidades vizinhas em atendimento ao usuário local, pois, via de regra é muito mais barato adquirirem ambulâncias e ônibus para locomoção de seus usuários, como é o caso de Americana e outros municípios até do Sul de Minas Gerais, do que aplicar em construção de centros de saúdes, pronto socorros e hospitais, além, de pessoal especializado e de qualidade.

Não dá para esperar nada de nossos administradores para melhorar o já caótico sistema de saúde, pois se não unirem esforços, cenas patéticas, como da cidade de Americana, serão comuns nos demais municípios.

Saúde se enfrenta com logística de primeira qualidade, materiais em ótimo estado de conservação, com estoques de remédios na medida certa e, principalmente, com mão-de-obra especializada e bem remunerada. O resto é pura balela e conversa para boi dormir.



ALCOOL E VOLANTE - UM ASSUNTO QUE MERECE SER TRATADO COM MAIS RESPONSABILIDADE

Um padre de São José do Rio Preto (SP) foi condenado a oito meses de prisão, por dirigir com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa, um juiz transformou a pena de oito meses de prisão em pagamento de multa de R$ 6 mil para uma entidade assistencial na cidade.

Vejam que o problema de dirigir embriagado passou dos limites aceitáveis, enquanto isto a justiça transforma o criminoso em trabalhador pelas causas sociais. Desta forma não teremos ninguém cumprindo a lei.

Não podemos analisar os efeitos desta medida, de punir com rigor os motoristas que dirigirem seus automóveis alcoolizados, apenas pela ótica de se evitar acidentes com vitimas. Os custos do Estado para atender esta demanda de acidentados, alguns sem chances de recuperação, será bem reduzido, podendo o poder público canalizar esta receita para a area de prevenção de doenças profissionais, as chamadas LERs, ou ainda, atacar com força o tabagismo que também leva o governo a ter um gasto volumoso no atendimento hospitalar.

Em tempo: nos últimos 30 anos foi a melhor lei aplicada neste Brasil, mas, se continuar sendo aplicada desta forma não surtirá o efeito desejado.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

A REVITALIZAÇÃO DO CENTRO DE CAMPINAS PRECISA DE CELERIDADE E COMPETÊNCIA

Policiais descobriram mercadorias originadas de contrabando, principalmente, cigarros e relógios, em uma lanchonete em péssimas condições sanitárias. Conforme avaliação, este local funcionaria como uma espécie de depósito para bancas do camelódromo próximo ao estabelecimento.

Este não é o primeiro e único caso, outros locais já foram descobertos e, possivelmente, outros aparecerão.

Para acabara com esta situação e alavancar a revitalização do centro de Campinas como se deve, a Prefeitura precisa colocar em prática antigas reivindicações da população,pois, além de regular o uso do solo, não podem esquecer de definir os tipos de mercadorias que poderão ser comercializadas nos pontos autorizados.

Impor limites nos usos das calçadas, deixando espaço para locomoção dos pedestres, para que não tenham de utilizar os espaços reservados aos veículos, como acontece hoje, nas esquina da Rua Alvares Machado com Rua Ferreira Penteado.

Proibir o comércio de mercadorias que sejam produtos de roubos, pirateadas, contrabandeadas, descaminhos, bebidas alcóolicas e cigarros, sob pena de cassação do alvará de funcionamento.

A proibição das bebidas poderão lograrem êxito em acabar com a permanência de desocupados nas imediações do terminal central. É o mínimo que o povo espera.

terça-feira, 24 de abril de 2012

O CASO CACHOEIRA E AS "MARACUTAIS" DOS LEGISLADORES

O caso Cachoeira joga mais um pouco de lama neste chiqueiro que se transforrmou os três poderes, com maior enfase no poder legislativo, desde a câmara de vereadores, passando pelas assembléias estaduais, terminando na camara dos deputados que se aliam a seus comparsas no senado.

As esferas do legislativo não passam de bancas de negócios, por onde passam toda e qualquer negociata envolvendo cifras milionárias com o intuito de preservar o poder. São apadrinhados que, sem nenhuma competência, dirigem estatais como se fossem meras microempresas ou quintais da própria casa, desviando recursos ou superfaturando obras. Tudo isso acontecendo sob as barbas do executivo, que se cala pela necessidade de aprovar projetos duvidosos, portanto, quem deveria fiscalizar as mazelas do executivo, acabam se tornando sócios nos negócios escusos.

Na verdade, todos os problemas que enfrentamos na política não são causados por um ou outro partido, mas, dos homens que compõem estas estruturas. Necessitamos com urgência de uma reforma eleitoral, pois, todas as decisões passam pelo crivo destes que fazem a política brasileira.

Como podem decidir os caminhos de uma nação se não conseguem manter, nem ao menos, a fidelidade aos partidos que os elegem. O fisiologismo, o clientelismo, as falcatruas e a corrupção são a tônica destas entidades. Até decisões de apoio a um ou outro político ou utro partido, em detrimento ao seu, com argumentos de que as necessidades do povo são mais importantes.

Mentira! Eles estão preocupados, sim, em manter o poder, não se importando, que para isso, vendam até a alma. E os partidos, através de seus “donos”, não se atrevem a barrar estes politiqueiros de plantão.

É fundamental a manutenção da hierarquia e das decisões coletivas em prol da maioria ou, então, rasguem de vez os estatutos partidários. Triste e lamentável este cenário.

sábado, 21 de abril de 2012

VIOLÊNCIA NOS ESTÁDIOS E OUTROS RECINTOS


Cinco torcedores do São Paulo foram presos após agredirem guardas municipais no Centro de Campinas e levou à apreensão de armas e drogas na sede da torcida Independente.

Mais uma vez somos obrigados a conviver com esta violência gratuita. O pior de tudo é que ninguém toma providência alguma, os dirigentes chegam a distribuir ingressos a estes verdadeiros animais de duas patas, fomentando ainda mais esta guerra. Os promotores de justiça, que deveriam tomar as rédeas, não fazem nada em prol da grande massa que busca o lazer nestes grandes eventos.

Esta na hora de colocar um ponto final nesta palhaçada que se transformaram as torcidas organizadas, mas, não adianta simplesmente proibi-las de adentrarem no recinto, precisam colocar em prática a única punição que ainda faz efeito, responsabilizar diretamente os clubes que identifiquem estes marginais e os expulsem do convívio social, interditando o local pelo tempo necessário de acordo com delito cometido.

Passar a responsabilidade da manutenção da ordem aos gestores de cada evento, tirando das costas da Policia Militar, algo que deveria ser feito pela iniciativa privada. Até quando seremos obrigados a pagar por aquilo que não utilizamos.

Deveriam os clubes, seus patrocinadores, as estações de rádio e tv e até mesmo os torcedores, que ganham com esta atividade, a arcarem com suas despesas com a segurança das dependências internas, ficando policia militar responsável, apenas, pela manutenção da ordem externa. Quem sabe com esta atitude não haveria uma redução nos casos de confronto, sabendo-se de antemão que quem arcará com os encargos da "disputa" serão os próprios beneficiados pelo lucro.

Hoje, somente a população que não frequenta estes locais são penalizadas, pois, todo o aparato policial fica concentrado no evento, enquanto suas casas e seus bens são tomados de assalto, isto quando a vida não corre perigo. Afinal quem come a carne, deveria roer o osso.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

QUEM SERÁ O MOCINHO E O BANDIDO NA PRÓXIMA ELEIÇÃO?

Esta pergunta, se persistir os movimentos pesados da justiça brasileira, só será respondida daqui a quatro anos. A velocidade, de bicho-preguiça, em julgar certos casos no poder judiciário brasileiro, demonstra a possibilidade de se absolver ou condenar pessoas ao sabor das necessidades, exatamente como neste caso, pois, estamos em vias de eleger o novo prefeito para uma outra gestão, assim, o antigo prefeito teria governado uma cidade do tamanho e a importância de Campinas, sem a devida aprovação de suas contas de campanha, teríamos tido um prefeito fora da lei, aliás, fato que não aconteceu pelas atitudes desvairadas de sua mulher e sua quadrilha, que tomaram de assalto os cofres públicos.

Será que se o Hélio não tivesse esta quadrilha desbaratada pelo Ministério Público, teria tido suas contas desaprovadas? Sei não, mas, não custa nada tentar imaginar, tenho a impressão de que nada aconteceria.

Não pode, para o bem da administração pública, uma conta de campanha permanecer tanto tempo sem uma decisão oficial, sob pena de termos eleito algo podre e sem legitimidade moral.

Esta situação tem de ser alterada, se existem coisas erradas numa prestação de contas, mesmo sub judice, não deveria o infrator assumir o cargo para que foi eleito, mesmo que tenha tido uma votação altíssima, a lei não pode deixar dúvidas sobre um fato, deve ser utilizada para ser o fiel da balança e distribuir justiça, mas, não tardiamente em detrimento à própria lei. Se as contas não foram aprovadas, simplesmente, não devem ser diplomados, primeira obrigação legal do Código Eleitoral para tomar posse e assumir o cargo.

Enfim o judiciário brasileiro, nesta lambança toda, cria a seu próprio prazer ou não, bandidos e mocinhos, enquanto a população paga para, apenas, ver.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

HADDAD E OS AUMENTOS DE IMPOSTOS FEDERAIS


Tenho a impressão que este camarada, o Sr. Haddad - ex-Ministro da Educação do Lula e da Dilma e atualmente querendo brincar de ser prefeito, claro, se a Dila chegou a "Presidenta" porque ele não pode tentar algo também - deve estar brincando com a opinião pública.

Vergonha mesmo foi a correção de 4,5% que foi aplicada sobre a tabela do Imposto de Renda para o ano de 2011, enquanto a correção do salário mínimo foi da ordem 6,86%. Portanto, estes números demonstram que o trabalhador brasileiro sofreu um aumento no imposto de renda sobre os salário da ordem de 65,6% sobre as alíquotas do ano anterior.

O resultado está contatado na declaração de ajustes deste ano, quando a maioria sofreu um valor maior da retenção a cada mês no contracheque e o valor a ser restituído é bem menor em relação aos anos anteriores.

Podem chamar do que quiserem, mas, não passou de um aumento de impostos, na surdina por sinal, que os brasileiros engoliram e, que este mesmo Haddad participou ativamente e por isso foi o abençoado pelo Lula para tentar a cadeira de prefeito de São Paulo. Como podem ver é o roto falando do rasgado.

A CRISE DOS PAÍSES DA ZONA DO EURO

A turbulência da economia mundial esta crescendo a olhos vistos, basta folhear qualquer periódico para sentir a dificuldade dos países da zona do euro. O Brasil já deu mostras que a coisa pode ficar ruim para estes lados também.

A elevação da inadimplência, as altas taxas de juros, a dificuldade de se aprovar crédito imediato e o monitoramento de qualquer operação financeira de valores acima de R$ 1.000,00 já daria para afirmar que vem coisa grossa por aí.

Mais fácil ainda é verificar a redução nas exportações para os países europeus, basta ir até o açougue e ver os preços dos produtos de primeira linha bem abaixo dos verificados até o final do ano passado.

Este relatório de estabilidade financeira, emitido pelo FMI, não pode ser desconsiderado de forma alguma. Chegou a hora do consumidor colocar as barbas de molho e brecar o gasto desnecessário, pois, com certeza, irá fazer muita falta logo mais.